domingo, 14 de março de 2010

DNS para o Zimbra

Após instalar o sistema operacional, será necessário fazer a instalação e configuração de um servidor dns. Com ele instalado teremos que criar uma zona no servidor dns que responderá pelo domínio a ser configurado posteriormente no Zimbra.

Na zona criada no dns, são necessárias as entradas A e MX correspondente ao domínio que o Zimbra irá servir. Caso isso não seja feito, a instalação apresentará um erro durante a verificação do MX no dns.

Para instalar o servidor dns (bind) use o seguinte comando seguido do respectivo pacote:
#yum install bind

Após instalar o bind, agora é necessário fazer a configuração do mesmo. Editaremos o arquivo /etc/named.conf. Esse arquivo deve ficar da seguinte maneira:

options {
        directory "/var/named";
        dump-file "/var/named/data/cache_dump.db";
        statistics-file "/var/named/data/named_stats.txt";
        allow-query { 127.0.0.1; x.x.x.x; };
        forwarders { x.x.x.x; x.x.x.x; };
        forward first;
        notify no;
};

controls {
        inet 127.0.0.1 allow { localhost; } keys { rndckey; };
};

zone "." IN {
        type hint;
        file "named.ca";
};

zone "mail.com.br" IN {
        type master;
        file "db.mail.com.br";
};

include "/etc/rndc.key";

Entendendo alguns parametros:

allow-query { 127.0.0.1; x.x.x.x; };
Permite o acesso somente ao(s) ip(s) configurado(s). No caso, 127.0.0.1 e no lugar de x.x.x.x pode ser colocado o ip de rede local do servidor.

forward first;
Repassa a pesquisa caso o servidor dns não encontro o domínio que procura.

forwarders { x.x.x.x; x.x.x.x; }; 
Endereço ip dos servidores para qual o servidor dns irá repassar a pesquisa caso ele não consiga localizar. Substitua os x.x.x.x pelo(s) ip(s) de um servidor dns interno ou do servidor dns de seu provedor de internet.

zone "mail.com.br" IN {
        type master;
        file "db.mail.com.br";
};

Zona criada para o domínio que o Zimbra irá servir.

O arquivo db.mail.com.br da zona mail.com.br fica em /var/named. Abaixo o conteúdo do arquivo db.mail.com.br:

$TTL    86400
@       IN      SOA     zimbra01.mail.com.br. root.zimbra01.mail.com.br. (
                                10118      ; Serial
                                43200      ; Refresh
                                3600       ; Retry
                                3600000    ; Expire
                                2592000 )  ; Minimum
          IN          NS          zimbra01.mail.com.br.
          MX         05          zimbra01.mail.com.br.
zimbra01            IN          A          x.x.x.x


Os dados acima são para uma configuração básica somente para o Zimbra. Não é o propósito do site tratar a fundo a configuração de um servidor dns.

Feita a configuração do servidor dns e da zona, precisamos agora testar os arquivos para ter certeza que está tudo certo.

O arquivo de configuração pode ser testado da seguinte maneira:
#service named configtest ou #/etc/init.d/named/configtest

O arquio de zona pode ser testado da seguinte forma:
#named-checkzone mail.com.br /var/named/db.mail.com.br

Estando tudo ok, agora precisamos iniciar o servidor dns e coloca-lo para que seja iniciado a cada boot.

Para inicia-lo:
#service named start ou #/etc/init.d/named start

Para que ele seja inicado a cada boot do servidor:
#chkconfig named on

Com o servidor dns pronto, podemos agora partir para a instalação do Zimbra... :-)

tags: zimbra, email, mail, ajax, zcs, open source, imap, pop, smtp, linux, windows, mac, red hat, centos

domingo, 21 de fevereiro de 2010

Pré-requisitos de SO


Olá...

Antes de iniciar a instalação do Zimbra precisamos preparar o ambiente para recebe-lo.

Uma instalação mínima do Red Hat ou CentOS é suficiente para atender a quase todos requisitos de sistema operacional para o Zimbra. Lembre-se, durante a instalação do sistema operacional, de desabilitar o firewall e o SELinux(Security Enhanced Linux). No CentOS, isso também pode ser feito no primeiro boot após a instalação.

Com a instalação do sistema operacional pronta, ficam faltando apenas alguns pacotes rpm. Os pacotes que precisam ser instalados são os seguintes:
  • gmp
  • compat-libstdc++-33 (somente para o CentOS)
  • sysstat
Para instalar todos os pacotes de uma só vez, use o comando yum install como seguinte forma:

#yum install gmp compat-libstdc++-33 sysstat

Agora, com o sistema operacional instalado por completo, é necesário ajustar o arquivo /etc/hosts do servidor. Deixe-o da seguinte maneira:

127.0.0.1 localhost.localdomain localhost
127.0.0.1 zimbra01.mail.com.br zimbra
x.x.x.x zimbra01.mail.com.br zimbra 

Caso tenha esquecido de alterar o hostname durante a instalação, mude no arquivo /etc/sysconfig/network. Nele deverá existir uma linha com a linha a seguir: 

HOSTNAME=zimbra01.mail.com.br

Após ter alterado o hostname no /etc/sysconfig/network e para que não seja necessário reinicar o servidor para que o seja alterado, é necessário executar o comando abaixo:

#hostname=zimbra01.mail.com.br 

Tanto na instalação do Red Hat quanto na do CentOS, o sendmail é sempre instalado e configurado para inicialização automática durante o boot. Devemos desativar essa configuração para que não haja conflito no uso da porta 25 (smtp) durante a instalação do Zimbra. Para isso, faça o seguinte:

Parando o sendmail: 
#service sendmail stop ou #/etc/init.d/sendmail stop

Desabilitando a inicialização durante o boot:

#chkconfig sendmail off 

Agora que já temos a instalação do sistema operacional e instalação dos pacotes necessários para o Zimbra, fizemos a configuração do /etc/hosts e também do hostname e desativamos o sendmail, fica faltando apenas instalar e configurar o servidor de dns para que possamos, finalmente, partir para a instalação do Zimbra.

No próximo post falarei a respeito da instalação do servidor dns e de sua configuração para atender as necessidades do Zimbra.

Até mais...

sexta-feira, 12 de fevereiro de 2010

Distribuições recomendadas

Olá...

Hoje falarei a respeito das distribuições linux que podem ser usadas para a instalação do Zimbra. Para a maioria dessas distribuições recomendadas, existem as versões para 32 e 64 bits.

Distribuições recomendadas:
  • Debian 4
  • Debian 5
  • Red Hat Enterprise Linux 4 
  • Red Hat Enterprise Linux 5
  • Red Hat Fedora 7
  • Red Hat Fedora 11
  • SUSE Linux Enterprise Server 10
  • SUSE Linux Enterprise Server 11
  • Ubuntu 6.06 LTS
  • Ubuntu 8.04 LTS
Para aqueles que querem um desafio a mais, existe a possibilidades de baixar o código fonte e compilar o Zimbra na mão. Um desafio um tanto quanto interessante pra quem não usa uma das distribuições acima.

Outra possibilidade para quem não quer compilar na mão o Zimbra e também não vai usar uma das distribuições recomendadas, é fazer a instalação usando a opção --platform-override ao executar o ./install.sh. Com essa opção o instalador do Zimbra não irá verificar a distribuição em uso e permitirá a instalação em uma distribuição não recomendada. O comando de instalação fica da seguinte forma: 

#./install --platform-override

Uma distribuição que pode ser usada facilmente para a instalação do Zimbra é o CentOS ou o Fedora. O CentOS é bem parecido com o Red Hat, pra não dizer igual. :-)

Até o próximo post...

sexta-feira, 5 de fevereiro de 2010

Requisitos de hardware

Olá...

Hoje falarei um pouco a respeito dos requisitos de hardware para uma instalação de  teste e/ou avaliação e uma instalação de produção do Zimbra.

Para uma instalação de teste e/ou avaliação, o hardware recomendado é:
  • Processador Intel ou AMD, 32 ou 64 bits com clock de 1.5 GHz
  • Memória ram de 1GB
  • Espaço livre em disco de 5GB para instalação e logs
  • Espaço livre adicional em disco para armazenamento das mensagens
Para uma instalação de produção, o hardware recomendado é:
  • Processador mínimo Intel ou AMD com clock 2.0 GHZ de 32 bits (recomendado processador de 64 bits)
  • Memória ram de 2GB (mínimo)
  • Espaço livre em disco de 10GB para instalação e logs
  • Espaço livre adicional em disco para armazenamento das mensagens 
O Zimbra armazena toda a instalação, mensagens e logs em /opt/zimbra. A recomendação é que essa partição tenha no mínimo 10Gb de espaço livre.

Uma solução interessante para ser usada na fase de testes/avaliação, é o uso de máquinas virtuais (virtual machines ou vm). Eu particularmente, uso produtos VMWare e estou muito satisfeito com eles.

No próximo post falarei a respeito das distribuições que podem ser utilizadas com o Zimbra.

Até lá... :-)

Primeio Post!

Olá...

Pretendo postar nesse blog informações úteis para que possamos ter uma ótima referência no que diz respeito ao Zimbra Collaboration Suite em sua versão Open Source e em português. A partir daqui, pra facilitar, chamarei o Zimbra Collaboration Suite Open Source apenas de Zimbra. :-)

Todos os posts serão baseados na documentação oficial do Zimbra e também na experiência adquirida no dia-a-dia com essa espetacular ferramenta.

Para as instalações, configurações e testes com Zimbra usarei as distribuições Red Hat e/ou CentOS. Nada impede que sejam usadas outras distribuições mas é sempre bom dar preferência para as que são recomendadas.

Quanto ao Zimbra, usarei para testes e configurações sempre a última versão estável disponível para download no site oficial. No momento em que escrevi esse post, a versão estável disponível era a 6.0.5 GA.

Uma rápida descrição do Zimbra:
Zimbra é um servidor de email e colaboração. Além disso ele também tem um porta arquivos, um editor de documentos e instant messaging.
Todos os recursos são usados e administrados facilmente por uma interface  web simples, rápida e intuitiva. Tanto o webmail quanto o console administrativo  são rápidos devido ao seu desenvolvimento em AJAX.
Ele também prove mobilidade e sincronismo já que as contas, quando configuradas com IMAP, podem ser sincronizadas com celulares e smartphones que tenham essa função.
Entre as vantagens em se usar o Zimbra, está a possibilidade de usá-lo  como cliente em qualquer plataforma como Windows, Linux e Mac.
 

Nos próximos posts escreverei a respeito dos requisitos de hardware, pré-requisitos de instalação, distribuições recomendadas e outras informações importantes que devem ser levadas em consideração antes de se começar a instalação em si.

Até o próximo post...
 
blogblogs.com.br